Martigny

Valais

Place Centrale de Martigny

Place Centrale de Martigny

Martigny vue sur le catogne

Martigny vue sur le catogne

A pequena cidade de Martigny, situada na confluência do Ródano com o Drance, no Baixo Valais, é o eixo das rotas dos passos que atravessam o Simplon, o Grand St. Bernard e Forclaz. O patrimônio cultural proveniente dos períodos celta e romano, bem como seu charme mediterrâneo e sua saborosa gastronomia, são algumas de suas indefectíveis características.

Mapa detalhado

Compartilhe conteúdo

  • E-mail
  • Print
Obrigado pela classificação

Martigny, rodeada de vinhedos e pomares, é famosa por sua gastronomia, celebrada em muitos de seus excelentes restaurantes e pousadas. Abençoada pelo caloroso sol do Valais, a região é ideal para o cultivo de morangos, damascos, uvas, aspargos etc. Além disso, no passado, figuras famosas como Rousseau, Goethe, Stendhal e Franz Liszt já sucumbiram aos encantos culinários da região.

A história de Martigny remonta a dois mil anos: tribos celtas, romanos e tropas de Napoleão deixaram vestígios de sua passagem. Um anfiteatro restaurado, termas romanas, templos e áreas residenciais podem ser admirados em Martigny nos dias de hoje. Mais tarde, Martigny tornou-se a primeira sede episcopal da Suíça, sendo apreciada atualmente pelos centros históricos de La Bâtiaz e Vieux-Bourg, cada qual com várias igrejas e edifícios seculares perfeitos para uma visita.

A Fundação Pierre Gianadda (Fondation Pierre Gianadda) é a atração cultural mais importante de Martigny, que, além do museu galo-romano, abriga também um museu de carros, onde todos os anos duas exposições de ponta têm como objeto artistas mundialmente famosos. O edifício foi construído em torno das ruínas de um antigo templo romano.

O resort de férias francês de Chamonix é acessível em uma hora e meia de viagem partindo de Martigny, através dos arrojados trilhos de via estreita do "Mont Blanc Express". O "Sankt Bernhard Express" leva passageiros de Martigny a Orsières, e de lá, através da impressionante área campestre de montanhas alpinas, chega de ônibus até a hospedaria de Grand St. Bernard. Graças às ótimas conexões de transporte em Martigny, as regiões de esportes de inverno dos "4 Vallées", de "Les Portes-du-Soleil" e Ovronnaz ficam a pouquíssimo tempo dali.

Destaques

  • Fundação Pierre Gianadda – Museu Galo-Romano, Museu do Carro e exposições temporárias com artistas mundialmente famosos.
  • Museu dos Cães São Bernardo – raça e história do lendário cão e da Hospedaria de Grand St. Bernard.
  • Desfiladeiro de Trient – desfiladeiro de grande profundidade, talhado na rocha com uma ponte feita de concreto protendido, a 187 metros de altura. Desfiladeiro Durnand – espetacular desfiladeiro situado ao sul de Martigny, acessível por um caminho de um quilômetro de comprimento, com túnel, degraus, pontes e galerias.
  • Labirinto de Evionnaz – O maior labirinto do mundo, com mais de 18.000 plantas Thuya, além de outras atrações.
  • Le Châtelard e Reservatório Emosson – o mais íngreme funicular de duas cabines e a ferrovia de via estreita fazem o transporte a Le Châtelard e ao Reservatório Emosson (a 23 km de distância de Martigny).

Principais Eventos

Cow wrestling - the spectacular fights between the "Queens" of the Heren cattle breed (final round) take place in the Roman amphitheatre (beginning of October)

0 Comentários

Comentar este artigo

Campos marcados com * são obrigatórios.

Selecione uma visão diferente para os seus resultados: