Bever

Grisões

A combinação do charme agreste da Engadina, a tranquilidade e a proximidade a uma natureza deslumbrante distingue esta pequena e familiar aldeia da Alta Engadina. E quem sente falta do bulício do dia a dia e do luxo pode rapidamente chegar à conhecidíssima cidade de St. Moritz.

Compartilhe conteúdo

Obrigado pela classificação

A aldeia de 700 habitantes no coração do alto vale abre as suas portas aos visitantes para que estes possam descobrir os seus pequenos segredos poéticos: com jardins maravilhosos, pequenas janelas embutidas nas fachadas, bem como os bouquets de flores no cimo das escadas e nas varandas. E ainda a impressionante torre da igreja de Bever que se ergue no céu azul de Alta Engadina.

Verão

O tempo parece ter parado no contíguo Vale Bever: é possível desfrutar de uma natureza intocada e de uma tranquilidade perfeita. De vez em quando, passa um comboio que parece desaparecer de imediato no túnel. Um percurso de conto de fadas conduz até ao Vale de Bever. Todas as histórias foram escritas por autoras de Engadina e representadas por artistas locais em esculturas. Existem até rumores de que no romântico Vale Bever as figuras encantadas ganham vida...

Destaques

  • Museu Segantini – dedicado ao pintor Giovanni Segantini que passou os últimos cinco anos da sua vida em Engadina.

Selecione uma visão diferente para os seus resultados: