Monte San Giorgio

Monte San Giorgio

Seu cume oferece vistas magníficas, e o que se arriscarem a raspar a superfície perceberão que a fauna marinha e outros animais de grande porte já viveram aqui.

Mapa detalhado

Compartilhe conteúdo

Obrigado pela classificação
O Monte San Giorgio é o "dinossauro" das montanhas suíças. Desde 2010 ele ganhou destaque como localidade transnacional, quando a extensão da UNESCO também incluiu o lado italiano da montanha.

Esta montanha tem uma vida interna verdadeiramente rica: com apenas 1.100 metros de altura, o Monte San Giorgio, na encosta ensolarada do Ticino, é uma meca para os cientistas fósseis desde o século XIX e Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO desde 2003. Milhares de peixes fossilizados e lagartos marinhos de até seis metros de comprimento já foram desenterrados pelos paleontólogos. E por uma boa razão: há 230 a 245 milhões de anos, este era o local de uma bacia oceânica de 100 metros de profundidade. Hoje, no extremo sul do Lago Lugano, o Monte San Giorgio se ergue como uma pirâmide - no interior, repleto de todos os tipos de fósseis. Pode-se passear pelas vinhas ao longo da encosta sul da montanha arborizada, passear pela cidade idílica de Meride, ou experimentar as delícias das grutas da região de Mendrisiotto.

Cerca de 80 espécies diferentes de peixes e 30 de répteis marinhos e terrestres foram descobertas em numerosas escavações. Além do mais, os cientistas também descobriram centenas de fósseis de animais invertebrados e plantas do período Triássico médio, a 230 a 245 milhões de anos atrás.

Selecione uma visão diferente para os seus resultados: