Cavernas de St. Beatus – Dragões e um Santo

Cavernas de St. Beatus – Dragões e um Santo

Até 1.900 anos atrás, dizia-se que um terrível dragão aprontava diabruras numa grande caverna no Lago Thun. O único a conseguir afugentar o dragão foi o monge errante irlandês Beatus. Hoje, o maravilhoso mundo das grutas pode ser adentrado sem...mais

Ilha de São Pedro

Ilha de São Pedro

St. Petersinsel (a ilha de São Pedro) era um terreno modesto, com loteamentos de vinha arrendada, quando ganhou importância generalizada na Europa no século XVIII através das descrições da ilha por J. J. Rousseau. Ela tornou-se então uma escala...mais

Lugano

Lugano

Lugano – a maior cidade da região de férias do Ticino é não apenas o...mais

Centro de ciências suíço Tecnorama

Centro de...

O único Centro de Ciências da Suíça é um museu tátil. Aqui, a ciência se...mais

Cavernas de St. Beatus – Dragões e um Santo

Até 1.900 anos atrás, dizia-se que um terrível dragão aprontava diabruras numa grande caverna no Lago Thun. O único a conseguir afugentar o dragão foi o monge errante irlandês Beatus. Hoje, o maravilhoso mundo das grutas pode ser adentrado sem perigo.

Até 1.900 anos atrás, dizia-se que um terrível dragão aprontava diabruras numa grande caverna no Lago Thun. O único a conseguir afugentar o dragão foi o monge errante irlandês Beatus. Hoje, o maravilhoso mundo das grutas pode ser adentrado sem perigo.

Ilha de São Pedro

St. Petersinsel (a ilha de São Pedro) era um terreno modesto, com loteamentos de vinha arrendada, quando ganhou importância generalizada na Europa no século XVIII através das descrições da ilha por J. J. Rousseau. Ela tornou-se então uma escala constante em viagens educacionais através da Suíça antes de se transformar num dos mais famosos destinos de passeio, proporcionando aos visitantes a oportunidade de apreciar a natureza e desfrutar de uma sensação de paz.

St. Petersinsel (a ilha de São Pedro) era um terreno modesto, com loteamentos de vinha arrendada, quando ganhou importância generalizada na Europa no século XVIII através das descrições da ilha por J. J. Rousseau. Ela tornou-se então uma escala constante em viagens educacionais através da Suíça antes de se transformar num dos mais famosos destinos de passeio, proporcionando aos visitantes a oportunidade de apreciar a natureza e desfrutar de uma sensação de paz.

Lugano

Lugano – a maior cidade da região de férias do Ticino é não apenas o terceiro mais importante centro financeiro, bancário, de negócios e conferências da Suíça, mas também uma cidade de parques e flores, casas de veraneio e edifícios sagrados. Dona de um sabor mediterrânico, Lugano oferece todas as vantagens de uma cidade de classe mundial, combinadas com o charme de cidade pequena. Graças a seu clima ameno, Lugano é um popular destino turístico durante a primavera, quando as camélias estão em flor.

Lugano – a maior cidade da região de férias do Ticino é não apenas o terceiro mais importante centro financeiro, bancário, de negócios e conferências da Suíça, mas também uma cidade de parques e flores, casas de veraneio e edifícios sagrados. Dona de um sabor mediterrânico, Lugano oferece todas as vantagens de uma cidade de classe mundial, combinadas com o charme de cidade pequena. Graças a seu clima ameno, Lugano é um popular destino turístico durante a primavera, quando as camélias estão em flor.

Centro de ciências suíço Tecnorama

O único Centro de Ciências da Suíça é um museu tátil. Aqui, a ciência se torna uma experiência dos sentidos. Os curiosos podem experimentar à vontade as mais de 500 estações interativas.

O único Centro de Ciências da Suíça é um museu tátil. Aqui, a ciência se torna uma experiência dos sentidos. Os curiosos podem experimentar à vontade as mais de 500 estações interativas.