São Gotardo – Nostalgia na Tremola

São Gotardo – Nostalgia na Tremola

Até os romanos evitavam o bloco maciço do Gotardo. O Passo só ganhou importância em torno do ano de 1.200, quando a Ravina Schöllenen, entre Göschenen e Andermatt, se alargou. Atualmente, a passagem de São Gotardo é a ligação mais importante entre norte e sul. mais

Bonde Gelmer – O bonde de subida mais íngreme da Europa

Bonde Gelmer – O...

A subida do bonde Gelmer, com sua inclinação de 106%, é a mais íngreme...mais

Lago Genebra

Lago Genebra

Os celtas chamavam o Lago Genebra (ou Lago Léman) de "Água Grande" –...mais

São Gotardo – Nostalgia na Tremola

Até os romanos evitavam o bloco maciço do Gotardo. O Passo só ganhou importância em torno do ano de 1.200, quando a Ravina Schöllenen, entre Göschenen e Andermatt, se alargou. Atualmente, a passagem de São Gotardo é a ligação mais importante entre norte e sul.

Até os romanos evitavam o bloco maciço do Gotardo. O Passo só ganhou importância em torno do ano de 1.200, quando a Ravina Schöllenen, entre Göschenen e Andermatt, se alargou. Atualmente, a passagem de São Gotardo é a ligação mais importante entre norte e sul.

Museu Zermatlantis Matterhorn

Localizado sob a praça da vila, o museu faz histórias inacreditáveis ganharem vida por meio de imagens e das escavações arqueológicas "Zermatlantis".

Bonde Gelmer – O bonde de subida mais íngreme da Europa

A subida do bonde Gelmer, com sua inclinação de 106%, é a mais íngreme da Europa. Passeios em carruagens abertas levam até o Lago Gelmer, situado a 1.860 metros acima do nível do mar. A região onde está localizado o reservatório é o ponto de partida para caminhadas e passeios de montanha.

A subida do bonde Gelmer, com sua inclinação de 106%, é a mais íngreme da Europa. Passeios em carruagens abertas levam até o Lago Gelmer, situado a 1.860 metros acima do nível do mar. A região onde está localizado o reservatório é o ponto de partida para caminhadas e passeios de montanha.

Lago Genebra

Os celtas chamavam o Lago Genebra (ou Lago Léman) de "Água Grande" – "Lem an" –, e por isso até hoje ele é assim chamado, em francês, de "Lac Léman". E ele é grande, de fato. Barcos lacustres, barcos históricos com rodas de pás e pequenos ferryboats navegam neste corpo aquático de 582 quilômetros quadrados.

Os celtas chamavam o Lago Genebra (ou Lago Léman) de "Água Grande" – "Lem an" –, e por isso até hoje ele é assim chamado, em francês, de "Lac Léman". E ele é grande, de fato. Barcos lacustres, barcos históricos com rodas de pás e pequenos ferryboats navegam neste corpo aquático de 582 quilômetros quadrados.