Música popular na Suíça

Hoje já não é possível determinar com certeza o que é a música popular. A música se tornou uma naturalidade do dia a dia – e assim fez desvanecer em muito os limites das áreas temáticas individuais.

Compartilhe conteúdo

Obrigado pela classificação
A música popular suíça é mais um conceito coletivo que abrange fenômenos tão diversos como a música da corneta alpina, o Ländler e o canto alpino, mas inclui também as canções populares do Ticino, os corais da Suíça ocidental e os compositores de Berna.

A música Ländler como componente da música popular

Frequentemente, a música popular na Suíça é equiparada ao Ländler, que representa um gênero central dentro da música popular instrumental. Ao contrário do que ocorre nos outros países alpinos, na Suíça as músicas Ländler não são apenas danças em compasso ternário. Elas são marchas, escocesas, mazurcas ou foxtrotes. A música Ländler e o termo de música Ländler surgiram gradualmente com o estabelecimento e a invenção do acordeão, e particularmente do Schwyzerörgeli, a partir de cerca de 1880. Até então, na Suíça tinha se desenvolvido uma mistura colorida de melodias de todos os países e épocas possíveis. Ao lado de melodias alemãs, austríacas e italianas se ouviam também temas de óperas e operetas - por vezes até danças da corte que foram introduzidas com a ocupação napoleônica. O mercenarismo e as intensas relações comerciais contribuíram desde então para um vívido intercâmbio entre as culturas. As novidades e os componentes estrangeiros foram adaptados naturalmente, aplicados de forma local, desenvolvidos e apropriados. A música era tocada em bandas mistas de música de dança de 5-7 músicos, que acompanhavam a dança com instrumentos como o clarinete, o violino, o trompete, a corneta e a tuba ou o contrabaixo.

Padronização e regulamentação

Por volta de 1880, o termo Ländlerkapelle (banda de música de Ländler) se tornou conhecido e, a partir de 1900, passou a descrever exclusivamente a formação com clarinete (saxofone), acordeão suíço e contrabaixo dedilhado. Outra padronização se deu nos anos de 1960 - através da unificação das formações e da diferenciação de acordo com estilos regionais. Hoje se diferencia entre sete estilos. Os mais importantes são:

Estilo Bündner

A característica típica do estilo Bündner, que não se limita apenas ao cantão de Grisões, é o quinteto de Ländler (dois clarinetes, dois acordeões suíços e contrabaixo). Os dois clarinetes definem a melodia (em si bemol menor, mais frequentemente em lá maior), enquanto os outros instrumentos cuidam do acompanhamento harmônico e rítmico.

Innerschweizer Stil

Für den Innerschweizer Stil ist eine Ländlerbesetzung mit Klavier und das rasche Spiel typisch, wobei die Melodie nicht nur von der Klarinette - häufig auch die etwas grelle Klarinette in C - sondern auch von der chromatischen Handharmonika bestritten wird.

Appenzeller Stil

Appenzellermusik basiert noch heute zu grossen Teilen auf der Musik des 19. Jahrhunderts. Auch sind Streichinstrumente in der Volksmusik immer noch stark präsent. Eine Original Appenzeller-Streichmusik besteht aus zwei Violinen, Hackbrett, Cello und Kontrabass und darf eigentlich nicht als Ländlermusik bezeichnet werden.
Desde 1971, os músicos do Ländler se reúnem a cada quatro anos no Eidgenössiches Ländlermusikfest (Festival de Música Ländler da Confederação Suíça). Eles estão organizados na Verband Schweizer Volksmusik (União de Música Popular Suíça). A música Ländler tem, na sua maioria, uma estrutura harmônica e formal simples, fazendo com que seja possível tocar de maneira espontânea - como em uma sessão de jam no jazz. Encontros de músicos, os chamados Stubeten ou Musikantenhöcks, são realizados em restaurantes.
Fonte

www.norient.com www.volkskultur.blogspot.ch

Selecione uma visão diferente para os seus resultados: