Lago Lugano

Lugano

O Lago Lugano fica na ponta sul do Ticino, a região de férias localizada ao sul da cadeia dos Alpes, estendendo seus braços à Itália. Graças ao clima ameno do Mediterrâneo, há até árvores de frutas cítricas crescendo aqui, e os visitantes podem tomar banho de sol sob as palmeiras.

Mapa detalhado

Compartilhe conteúdo

Obrigado pela classificação
O lago possui um número de ramificações, sendo cercado por montanhas: o Monte Generoso é a montanha mais alta dentre as que rodeiam o Lago de Lugano, com cerca de 1.700 metros. Uma ferrovia de cremalheira sai do resort de Capolago, às margens do lago, até o topo da montanha, com vistas panorâmicas. Há dois bondinhos escalando as montanhas de Lugano: o Monte San Salvatore – de onde uma linda trilha alpina conduz ao pequeno vilarejo de Carona, e de lá para Morcote – e o Monte Brè. Um bonde também faz o transporte até o platô ensolarado de Serpiano, com a localização perfeita para visitas ao Monte San Giorgio, atualmente um Patrimônio da Humanidade da UNESCO. A montanha, densamente arborizada com suas muitas plantas raras, é um dos principais locais onde se podem achar fósseis provenientes de um lago subtropical pré-histórico.

Faça um passeio de barco e descubra a diversidade da região: Morcote, com suas mansões grandiosas e a igreja de Santa Maria del Sasso, um importante edifício renascentista cujo campanário do período românico posterior proporciona vistas deslumbrantes; ou ainda Gandria, o exemplo perfeito de uma pequena colônia de pescadores estabelecida à beira do Lago Lugano.

Em torno do lago, os numerosos parques existentes clamam por caminhadas. Tomemos, por exemplo, o Parco Scherrer em Morcote, onde a escultura e a arquitetura proveniente de inúmeros países e épocas diferentes combinam-se com os cedros, pinheiros-da-guatemala, canforeiros, eucaliptos, azaléias, palmeiras, bambu etc., ou o Park Belvedere, ao lado do calçadão que corre à beira do lago, em Lugano. Na primavera, os visitantes adoram ver as magnólias e camélias em flor nos parques.

Você pode descobrir a história e a cultura suíças no paraíso de férias do Lago Lugano: o Museu da Alfândega Suíça em Gandria, por exemplo, mostra como contrabandistas costumavam submeter-se a grandes riscos para perseverar em seu "comércio" nesta área, antigamente atingida por grande pobreza. Já o famoso Parque "Suíça em Miniatura" mostra os principais pontos turísticos do país numa escala de 1:25. Para os amantes de literatura, vale a pena visitar o Museu de Hermann Hesse em Montagnola, onde o escritor passou metade da vida.

1 Comentários

  • 1
    erliete scherrer

    Sou descendente de Suiços, morro de vontade de conhecer esse lugar lindo.

    Terça-feira, 27/Set/2011 19:55

Comentar este artigo

Campos marcados com * são obrigatórios.

Selecione uma visão diferente para os seus resultados: