stage cut

História e Mentalidade

A Suíça tem uma história interessante e única...

...Ela foi marcada por conflitos e mudanças radicais, mas também pela cooperação e pelo trabalho conjunto. E apresenta muitos mitos antigos e lendas interessantes.

Durante a Idade do Gelo, a maior parte do território da Suíça, como a conhecemos hoje, era habitada por celtas. A principal tribo celta no século I A. C. era a tribo dos helvécios. Os suíços, que surgiram posteriormente, se reconheceram neste povo orgulhoso e corajoso e criaram no século XVII a figura da "Helvetia". Além disso, os helvécios se transformaram, no século XIX, em um elemento importante da identidade suíça.

No século I A.C., Roma conquistou o território atual da Suíça e os seus habitantes helvécios e construiu cidades florescentes (Augst, Avenches e muitas outras são testemunhos atuais desta época). O Império Romano teve seu fim no fim do século V. O território da Suíça foi gradualmente povoado por tribos germânicas que trouxeram seu próprio idioma. O idioma germânico se tornou dominante na região norte e central da Suíça, onde hoje se fala alemão. Os germânicos que povoaram a região ocidental e sul da Suíça e também a Suíça reto-romana adotaram o idioma da população local.

A Suíça possui lendas fascinantes e famosas como, por exemplo, a história de Guilherme Tell, das lutas pela liberdade contra a casa de Habsburgo e do Juramento de Rütli. O mito do Juramento de Rütli data a fundação da Confederação Suíça no ano de 1291. Mas, na verdade, a Confederação Suíça não foi fundada em uma data determinada, mas se desenvolveu gradualmente com base em uma série de alianças. Ela perdurou por séculos apesar de lutas internas e rompimentos (reforma, contrarreforma).

Em 1798, a conquista por Napoleão representou o fim da "Antiga Confederação". Uma nova era se iniciou. Em 1848, os conflitos políticos relativos à forma do Estado levaram a uma constituição pioneira e revolucionária para a Europa: um Estado federal democrático com 26 cantões soberanos, autoridades democraticamente eleitas, sistema de duas câmaras, participação política direta e igualdade dos quatro idiomas e culturas.

Os suíços são um povo muito simpático e acolhedor. Eles se distinguem pela confiabilidade, pela manutenção da cultura política e pelo respeito das suas tradições. Dão grande importância à segurança e à estabilidade. Às vezes, os suíços dão a impressão de serem um pouco distanciados ou frios. Mas, durantes as numerosas festas e festivais realizados anualmente no país, você pode se surpreender com a animação dos suíços!

Selecione uma visão diferente para os seus resultados: