A mãe de todas as festas. A Fête des Vignerons reúne muitas gerações da região vinícola de Vevey.

Rolar

Introdução

A cada 20 ou 25 anos, a região de Vevey festeja sua vinicultura com uma grande festa. A Fête des Vignerons é um evento de superlativos. Quem perder a festa este ano pode nunca mais ter outra oportunidade. No verão europeu de 2019, a grande arena receberá 20 000 espectadores a cada apresentação. Durante todo o mês que dura a festa do vinho, a região parece abraçar o mundo.

Vevey.

A pequena cidade de Vevey é cercada pelos vinhedos em terraços de Lavaux, considerados Patrimônio da Humanidade da UNESCO. As videiras ficam às margens do Lago Genebra; atrás delas se erguem os Alpes.

Outras informações

Mapa

Mapa
Vevey
Região del Lago Genebra
Abrir no mapa

O viticultor e sua Fête. Blaise Duboux é um dos organizadores de uma das maiores festas populares.

Rolar

Vevey está perfeitamente localizada em um cenário que não poderia ser mais idílico. Aqui começam os famosos vinhedos em terraços de Lavaux, com mais de 805 hectares de extensão, Patrimônio Mundial da UNESCO desde 2007. O vinho dá vida a toda a região. 

Lavaux. é o lugar onde ele vive, diz o produtor de vinhos orgânicos Blaise Duboux. Aqui estão suas raízes – assim como as raízes das videiras. É da terra de Lavaux que ele tira o seu sustento. Ele descreve o vinho como «O tempo em uma garrafa". Dentro da garrafa está o resultado do trabalho de todo um ano, um ano de sua vida.

É como se fosse uma memória. Um ano, uma safra. O vinho preserva tudo isso.
Blaise Duboux: vinicultura orgânica

20 anos de preparação para a Fête des Vignerons. A festa do vinho quebra recordes.

Rolar

Entre os dias 18 de julho e 11 de agosto de 2019, Vevey vai receber 20.000 espectadores por apresentação em uma grande arena. «A festa é uma homenagem a nossas raízes e nosso vinho". A Fête des Vignerons é uma ponte entre tradição e modernidade. A Confrérie des Vignerons organiza o espetáculo desde 1797. Blaise Duboux faz parte da confraria, e participou da organização da festa de 1999, um show de proporções gigantescas.

A festa é uma homenagem a nossas raízes e nosso vinho.
Blaise Duboux

A Fête é como um espelho de cada momento da história.

Antigamente as coisas eram diferentes, diz ele, citando um exemplo muito claro: apenas três pessoas de todo o comitê de organização tinham um endereço de e-mail. Hoje todos possuem vários endereços de e-mail, além de estar em contato permanente pelo smartphone. Naquela época não havia nada disso. Também a venda de ingressos mostra como o mundo mudou nos últimos 20 anos. Hoje em dia tudo é digitalizado, as pessoas compram os ingressos online. Em 1999 era preciso enfrentar uma fila para comprar as entradas.

  • 1797 O ano de nascimento da Fête des Vignerons. 2.000 pessoas participam da grande festa.
  • 1889 O evento cresceu muito. Foi erguida uma arena para os espectadores. Capacidade: 12.000 espectadores. No total são cinco apresentações. 1.379 figurantes ajudam a compor a cena.
  • 1999 O palco é aberto em direção ao lago. A arena conta com 16.000 lugares. 5.050 pessoas atuam no espetáculo. 670 delas são cavaleiros.
  • 2019 A festa cresce cada vez mais. A arena tem capacidade para 20.000 espectadores. Ela parece um ninho. O show é altamente tecnológico.

Um retrato da sociedade.

A sociedade também era diferente. Em 1999, prevalecia o impulso de começar coisas novas. As pessoas e a sociedade estavam abertas a novas ideias. O palco enorme erguido naquele ano de frente para o lago refletia o espírito de abertura. As bancadas para o público eram planas. Em 2019, tudo será diferente. A arena parece um enorme ninho. Hoje as pessoas querem se sentir protegidas.

18 gerações e um futuro incerto.

Rolar

Ninguém sabe qual será o futuro dos vinhedos de Blaise Duboux.

Nos domínios de Blaise Duboux em Epesses muita coisa também mudou ao longo dos anos. Ele se lembra das longas conversas com seu pai em meio aos vinhedos. Blaise decidiu mudar o vinho produzido pela família. Enquanto no período pós-guerra seu pai considerava a quantidade como mais importante, hoje seu objetivo é produzir qualidade. Blaise Duboux produz vinho puramente orgânico. Como consequência dessa escolha, a produção encolheu 50%, mas o sabor é incomparavelmente melhor.

O vinho traz mais prazer quando está mais próximo da natureza e respeita mais as pessoas.
Blaise Duboux
Blaise Duboux produz 30.000 garrafas de vinho por ano. 20% delas são de vinho tinto, o restante é de vinho branco.

Em equilíbrio

A vinícola está na família há 500 anos. Blaise Duboux faz parte da 17ª geração da família, suas três filhas são a 18ª. Ele diz que trabalhar dentro dos princípios da biodinâmica o aproximou ainda mais da natureza. A natureza dita o ciclo, as videiras dão o ritmo. A vinicultura vai continuar mudando no futuro. Vai chegar a hora de suas filhas assumirem o trabalho, continuando a tradição da família mas introduzindo seu próprio conceito. Se elas estão preparadas para isso? No momento, nem elas nem Blaise Duboux sabem dizer.

Blaise com a filha Flore Duboux: A 17ª e 18ª gerações
É como se o nosso sangue fosse o sangue das videiras. O vinho corre em nossas veias. Ele faz parte de nosso DNA.
Blaise Duboux

Urban experiences in and around Montreux.