O contador de histórias da Via Spluga Desafiadora caminhada em trilhas de mulas com Erwin Dirnberger.

Rolar

Introdução

Erwin Dirnberger é uma celebridade local que conhece como ninguém a Via Spluga e sua história de dois mil anos. Usada pelos romanos para transpor os Alpes, a estrada teve um impacto duradouro sobre os tranquilos vales locais, além de ser uma importante via para a economia regional.

Via Spluga

This classic long-distance hike begins in Thusis and extends to Chiavenna in Italy via Zillis, Andeer, Splügen and the Splügen Pass (2,113 metres). It is usually covered in four one-day stages.

Erwin Dirnberger (à direita) dá vida às histórias
A Via Spluga tem mais de 2.000 anos de história para descobrir.
Erwin Dirnberger

O fascínio de Erwin pela Via Spluga o inspirou a criar uma série de performances a céu aberto ao longo da rota, contando histórias dos tropeiros, comerciantes, soldados e agricultores. Os objetos de cena vêm de seu próprio museu, Casa Storica em Andeer, onde ele compilou a história da Via Spluga, peça a peça. 

O Viamala Uma experiência assustadora para gerações de tropeiros de mulas e viajantes

Rolar

Até Nietzsche ficou impressionado...

“Nem vou escrever sobre a terrível majestade do Viamala. É como se eu nunca tivesse conhecido a Suíça antes.”

Friedrich Nietzsche, filósofo

It took 30,000 years for the glacier to melt and the Viamala to take its current form.
Quote caption fallback de

A gorge in a constant state of flux

The Viamala is the archaic heart of the first stage. After an ancient nearby glacier melted, the Hinter Rhine created a unique, bizarre rock landscape out of the slate over more than 10,000 years. Literally meaning the “bad route”, it was once a major obstacle for mule drivers and travellers along the Lower Road from Chur to the Splügen and San Bernardino Alpine passes. Philosophers and writers such as Nietzsche and Fontane visited the gorge at the end of the 19th century and were fascinated by the natural spectacle. Legends surround the unpredictable, torrential river that flows between the rock faces on either side, which can reach as high as 300 metres.

Uma escadaria de 359 degraus leva do centro de visitantes ao fundo do desfiladeiro

Em 1823, explosões abriram uma estrada em meio às rochas, permitindo assim a passagem de carroças e carruagens através dos Passos Splügen e San Bernardino. Com a ascensão do turismo, a partir de 1903 o acesso ao desfiladeiro passou a ser organizado via centro de visitantes e escadaria. Alguns anos mais tarde, um projeto audacioso criou um túnel no meio do rochedo – o túnel existe até hoje, e leva à plataforma de visitantes.

Splügen Um pedaço de história viva

Rolar

A vila de Splügen é uma encruzilhada onde se cruzavam antigas rotas de comércio, e quem gosta de história e cultura vai estar em seu elemento. Splügen recebeu o Prêmio Wakker da Sociedade de Tradição Suíça por seu centro histórico preservado e pela cuidadosa restauração das construções do século XVIII.

History, pleasure and hospitality characterise Splügen 

Most hikers spend their third night in Splügen, where a number of authentic restaurants invite you to indulge in culinary delights. The prominent Hotel Bodenhaus, built in 1722, continues to look after travellers along the Via Spluga to this day.

Bodenplatz in Splügen
No alto, nos caminhos dos romanos

O destaque da Via Spluga é o Passo Splügen, a 2.113 metros de altura, conexão entre o lado norte e sul dos Alpes. A trilha de caminhada vai até a fronteira e tem diversas curvas fechadas e espetaculares. Pouco antes do passo, um caminho de pedras do tempo dos romanos revive a história milenar dessa rota que cruza fronteiras.

Erwin has brought his “Krämerkasten” from Casa Storica with him – a wooden rucksack formerly used by grocers to carry their wares from valley to valley and peddle them to farmers and local villagers.

É um prazer poder compartilhar a rica história da Via Spluga.
Erwin Dirnberger

Explorando a Lombardia 

Depois de cruzar o passo, são vários destaques: a impressionante vista do Val San Giacomo, um pouco do espírito italiano na vila de Montespluga e um caminho histórico, quase todo em descida.

Passeando por séculos de história

O escarpado desfiladeiro Cardinello continua sendo uma das partes mais emocionantes da Via Spluga. Em 1643, tropeiros de mulas abriram uma estrada no desfiladeiro até então intransponível. A partir de 1716, a estrada ganhou muros de contenção, escadarias e galerias, e uma restauração cuidadosa feita na década de 1980 garante a segurança de quem caminha na trilha. Aqui você caminha através dos séculos.

Depois de passar o desfiladeiro Cardinello, você até sente o aroma do café espresso, o perfume da grappa e da típica massa pizzoccheri em Isola e Chiavenna, onde termina a Via Spluga.

  • Via Spluga De Thusis a Chiavenna (l)
  • Distância | Etapas 68km | 4
  • Subida | Descida 3.300m | 3.600m
  • Exigência técnica/Nível de preparo físico Médio (trilha de caminhadas em montanha) | Difícil