O homem do Mythen. Armin Schelbert: sempre buscando o topo.

Rolar

Introdução

Faz quase 20 anos que Armin Schelber sobe e desce sua montanha favorita, Gross Mythen – várias vezes ao dia. Ele já chegou ao pico mais de 5.000 vezes – mais do que qualquer outra pessoa. Isso não dá tédio? Armin Schelbert diz que não. Ele continua fascinado pela montanha, pela natureza e vistas magníficas a 1.898 metros de altura. E também pelo nascer do sol no topo da montanha, é claro.

Gross Mythen.

A montanha Gross Mythen fica no coração da Suíça, entre Schwyz e Einsiedeln. Juntamente com as montanhas Klein Mythen e Haggenspitz, forma a cordilheira Mythen.

Mapa

Mapa
Schwyz
Lucerna - Região do Lago Lucerna
Abrir no mapa

No coração da Suíça.

Rolar

Armin Schelbert…

… é gerente aposentado e verdadeiro montanhista de pele bronzeada, cabelo branco e barba bem cuidada. Hoje com 74 anos de idade, Armin cresceu em Schindellegi, perto do Gross Mythen. Atualmente ele vive ao pé do pico durante a semana, para poder praticar sua paixão todos os dias.

Armin Schelbert, o homem do Mythen

Paixão pelo Mythen.

Quando adolescente, ele ia de bicicleta com seus amigos de Schindellegi até as região dos Mythen, onde aproveitava para fazer caminhadas aos diversos picos. Sua especial paixão pelo Gross Mythen cresceu ao longo dos anos. Um colega contribuiu para isso: em 1999, esse amigo trabalhava como chef de um restaurante em Einsiedeln, e aproveitava a folga da tarde para fazer caminhadas até o alto da montanha. Foi ele que inspirou Armin a também subir ao topo da montanha. Hoje ele sobe ao topo do Gross Mythen várias vezes ao dia, e conta o número de descidas.

Armin na luz do amanhecer.

46 zigue-zagues de caminhada agradável.

Muito cedo, quando o mundo ainda está envolto na escuridão, Armin começa sua subida ao Gross Mythen com sua lanterna de cabeça e bastões de caminhada. A trilha Mythen tem pouco menos de 3 km e o trajeto de Holzegg ao pico tem 13 curvas extremamente fechadas. São 500 metros de subida. Armin sobe a trilha em apenas 40 minutos – menos da metade do tempo que seria normal. Armin e a Associação Amigos do Mythen deram números às curvas, para que qualquer pessoa possa informar sua localização exata em caso de emergência. As curvas à esquerda têm números pares, e as curvas à direita têm números ímpares.

A montanha não é difícil, mas exige respeito.
Armin Schelbert

A manhã desperta.

Armin acha que caminhar logo cedo é uma experiência muito especial: é possível sentir a montanha e natureza de forma ainda mais intensa nesse momento em que tudo parece despertar. Ele muitas vezes encontra camurças na subida. Há muitas delas aqui, já que a caça é proibida na montanha Gross Mythen e os animais são protegidos. Ele chega ao pico, e então começa a ajudar o administrador Frank com os preparativos. O dia começa a clarear, e outros montanhistas começam a chegar ao topo. Não é preciso mais usar as lanternas do capacete, pois o sol agora brilha no céu.

A magia do nascer do Sol

O Sol se ergue lentamente sobre as montanhas da Suíça Oriental, tingindo o céu de vermelho e laranja num espetáculo natural maravilhoso. “O sol nasce diferente a cada dia, e quando não há neblina, parece coisa de outro mundo,” diz Armin, transbordando de alegria. Como o Gross Mythen fica nos Pré-Alpes e está isolado, oferece vistas gloriosas dos Alpes, do Lago de Lucerna e das pequenas cidades e vilas vizinhas. Essa vista e o mágico nascer do sol fazem valer a pena todo o esforço de acordar cedo e subir até o topo – o que fica é a mais pura felicidade!

Aqui em cima tudo é um verdadeiro sonho.
Armin Schelbert

Amigos e apoiadores do Mythen.

Enquanto os visitantes aproveitam os primeiros raios de sol, Armin ajuda a servir os lanches. Ele se dá bem com o pessoal da cabana, e juntos trabalham como um time bem coordenado. O restaurante do pico fica aberto todos os dias, do nascer ao por do sol entre maio e outubro. “Ou sempre que a bandeira suíça estiver hasteada,” diz Armin. O Gross Mythen é um destino popular de caminhadas, por isso sempre há muito que fazer na montanha. A Associação Amigos do Mythen sempre assume muitas tarefas, e também a responsabilidade por manter o restaurante do pico e a trilha do Mythen. 

Carteiro do Mythen.

A ambiente perfeito no pico inclui o lendário croissant do Mythen, de nozes ou amêndoas. A cada temporada, são até 12.000 unidades vendidas. No passado, Armin ajudava a levar essas populares delícias até o topo, mas a quantidade era bem menor. Hoje as entregas maiores são feitas de helicóptero. Mesmo assim, Armin ainda gosta de levar pequenas encomendas para cima e para baixo na montanha. Como a correspondência do pessoal que trabalha na cabana, e cartões postais coloridos que turistas de todo o mundo enviam lá do cume da montanha.

Totalmente analógico: caminhantes mandam cartões postais direto do cume.

Anotação no livro de registro de cume.

Antes de descer, Armin pega seu livro de registro e anota a subida de hoje. Armin registra que esta foi sua subida de número 298 nesta temporada. Ainda hoje, ele vai subir pelo menos mais duas vezes – a meta de chegar a 300 é uma tentação! Até aqui, ele já registrou mais de 2,5 milhões de metros de altitude com suas 5.000 subidas ao topo do Mythen – e com certeza não vai parar por aí, pois adora essa montanha!

Adoro esta montanha. É impossível não amá-la.
Armin Schelbert
  • aprox. 1 hora e 20 minutos tempo de caminhada de Holzegg ao topo.
  • 2.400 metros de caminhada até o topo.
  • 1.898m acima do nível do mar Altura da montanha acima de Schwyz.